quarta-feira, 7 de abril de 2010

Noticias A.C de Abril 2010



Ana Carolina: Festa da Cerveja começa prometendo muito som, farra e paquera em Divinópolis


Exaltasamba, Charlie Brown Jr., Ana Carolina, Jammil, Toni Garrido e LS Jack, além de bandas e cantores do Centro-Oeste, prometem animar os dois dias da Festa Nacional da Cerveja (Fenacer), que começa na sexta-feira (30). O evento chega à 19ª edição e espera um público de 35 mil pessoas no Parque de Exposições da cidade, onde estão montados cinco espaços diferenciados para agradar os mais variados gostos. O setor hoteleiro aposta num aumento de 40% no fluxo de clientes.
O organizador da Fenacer, Luiz Cláudio Martins, o Bezerro, afirma que a festa já faz parte da cultura da cidade. “A Festa da Cerveja sempre tem crescido e inovado”. Ele ressalta que serão empenhados cem homens da Polícia Militar para garantir o controle do trânsito e a segurança dentro do parque.
Os ingressos custam a partir de R$ 20 (individual) e podem chegar a R$ 515 (masculino), no camarote Kuringa, para os dois dias, parcelado em três vezes. É preciso ficar atento ao local da compra. Para o espaço Park e camarote Divino Rock, os ingressos estão sendo vendidos na sorveteria Slep, já para os camarotes Divina Folia, Lounge e Kuringa, na loja Chilli Beans. A troca dos abadás já está sendo feita na Avenida 1º de Junho, 179, a partir das 13 horas, e na bilheteria do Parque de Exposição, a partir das 20 horas.
As apresentações estão marcadas para começar às 21 horas de sexta-feira, com a banda Uberro (que fez a abertura do Guns n’ Roses em Belo Horizonte) no palco Divino Rock. Os shows do Exaltasamba e Charlie Brown Jr. serão no palco Mundo Melhor, às 23 e à 1 hora, respectivamente. O cantor Jammil começa seu show às 2h30, no trio elétrico Demolidor III.
Amanhã, a banda Ymalaia abre os shows às 21 horas, no palco Divino Rock, e à 0h30 é a vez de Toni Garrido. Essa é a primeira vez que a cantora Ana Carolina se apresenta na cidade, com show marcado para as 23 horas, no palco Mundo Melhor. A Fenacer deste ano marca também o retorno da banda LS Jack aos palcos, depois de seis anos afastada devido à parada cardíaca sofrida pelo vocalista Marcus Menna, após uma cirurgia de lipoaspiração, em julho de 2004. O grupo sobe ao palco à 1h30, no palco Mundo Melhor. Quem se apresenta no trio Demolidor III no último dia da festa é o divinopolitano Rodrigo Bergall.
Desde 2000, a vendedora Ana Flávia Goes, 31 anos, participa da Festa da Cerveja. De lá para cá, não perde nenhuma. “Todo ano eu separo cerca de R$ 500 para poder curtir a festa, juntamente com minha turma, que conta com dez pessoas. Os shows são excelentes, mas a festa é o principal, onde a gente pode dançar, divertir e conhecer pessoas diferentes, já que muita gente de fora vem para a cidade”.
O universitário Hugo Almeida, 21 anos, mora em Belo Horizonte e já adquiriu os ingressos. “Eu vim pela primeira vez no ano passado e gostei muito, principalmente pela organização e pelo espaço. Estou voltando este ano, trazendo um primo comigo. Para o ano que vem quero conseguir reunir uma turma maior ainda”, comenta.
Segundo o presidente do Sindicato em Turismo e Hospitalidade de Divinópolis, Ademar Seabra Santiago, todo ano, as reservas nos 12 hotéis da cidade começam a aumentar na semana da festa. Mas, conforme ele, sempre faltam vagas. “Muitas pessoas ligam no dia do evento procurando quartos e todos estão ocupados, porque além do público, as bandas sempre trazem o pessoal de apoio técnico”. Ademar ressalta que a movimentação nos hotéis também reflete na contratação de mão de obra, ainda que temporária, no setor hoteleiro e nos restaurantes. Informações do Hoje em Dia.
Fonte : Divicity.com

Ana Carolina carrega 10 álbuns em sua discografia.
Para comemorar os dez anos de carreira, Ana Carolina faz um show nesta sexta (30), às 22h, no Instituto Monteiro Lobato, em Sorocaba. Nascida em Juiz de Fora, Minas Gerais, a cantora iniciou a trajetória no universo musical cantando composições de grandes nomes da MPB, como Tom Jobim e Chico Buarque, em bares da cidade natal.
Hoje, a mineira carrega 10 álbuns em sua discografia. No show comemorativo, Ana Carolina traz os sucessos iniciais como Nara praMim e Garganta, até Entreolhares, uma das faixas mais ouvidas do seu último e recém-lançado álbum N9ve.
Fonte: R7.com-Entretenimento

Ana Carolina: Promoção Sony Music Brasil e Rádio SulAmérica Paradiso, Participe!




Cariocas: estamos c/ super promoção c/ a Paradiso! Concorra à coleção completa da Ana Carolina e um violão autografado!
O mês de maio se aproxima e com ele vem a chegada de uma das datas comemorativas mais festejadas do ano: o DIA DAS MÃES. Chegou a hora de retribuir todos esses anos de carinho e atenção, com um presentão para sua mãe.
Para facilitar a sua vida e deixar o dia da sua mãe mais alegre e com uma trilha sonora perfeita, a SulAmérica Paradiso vai presentear a sua mãe com a coleção completa da Ana Carolina e um violão autografado pela cantora! Afinal ela merece!
Para concorrer responda “Qual a música que você tocaria para sua mãe e por que?” Participe!
Leia o regulamento no link abaixo e participe!
Boa Sorte!
Fonte: Twitter Sony Music Brasil/ Rádio Sul América Paradiso





Ana Carolina: Ana para todos




A cantora Ana Carolina volta amanhã a Fortaleza, em único show no Siará Hall, para dividir com os muitos fãs locais a turnê comemorativa de seus primeiros dez anos de carreira.
O Brasil é o país das cantoras. Isso todo mundo já sabe. Geração após geração, muitas mulheres, compositoras ou não, já soltaram a voz e carregaram consigo uma legião de fãs. Nessa imensa constelação, um destaque fica para uma mineira de Juiz de Fora que, há dez anos, embala amores, nem sempre bem-sucedidos, com baladas fortes de letras cortantes. Seu nome, Ana Carolina, que sobe ao palco do Siará Hall amanhã (24) para única apresentação da turnê comemorativa pela sua primeira década de sucesso. Aliás, muito sucesso.
Promovido pelo O POVO, o show faz um apanhado das muitas canções de Ana Carolina desde seu primeiro disco, de 1999, batizado apenas com seu nome. De lá para cá, vieram outros sete discos mais uma coletânea de sucessos. Entre composições próprias e interpretações, uma marca registrada no estilo dela é a de não se prender a um estilo. Seja no rock ou no tango, Ana passeia com leveza e elegância entre todos os ritmos. Isso fica comprovado na lista de vozes que já coloriram suas composições. Vai desde as divas Gal Costa e Maria Bethânia até a revelação Maria Gadu.
Muitos fãs
Por falar em voz, este é um dos maiores trunfos da intérprete Ana Carolina. "Conheci a Ana quando ela lançou Garganta e, logo, me encantei com sua voz grave e forte``, elogia a fã Ellen Souza, 24 anos, mestranda de Filosofia, se referindo ao primeiro sucesso da cantora. No entanto, não é somente pelo seu registro de contralto que ela ganha seus admiradores. ``Acho muito bonito ela tocando um pandeiro. Aí ela arrasa``. Ao lado dos violões e guitarras, o pandeiro Lanka, feito por encomenda, acompanha todas as gravações e turnês da mineira.
Seja como intérprete ou compositora, Ana Carolina, ano após ano, arregimenta novos admiradores dispostos a tudo para ter alguns instantes ao seu lado. Entre eles, está o auxiliar administrativo, Bruno Nogueira, 23 anos, que a conheceu no dia 15 de agosto de 2007, quando a turnê Dois Quartos passou por Fortaleza. "Depois do show, vi uma aglomeração ao lado do palco. Quando percebi, era ela recebendo o público. Esperei três horas e meia e fui o último a ser atendido". Apesar da demora, o resultado foi positivo. "Ela foi super simpática. Perguntou se gostei do show, deu autógrafo, tirou fotos. Valeu a pena".
Entre suas músicas preferidas, Bruno escolhe Tolerância, do disco duplo Dois Quartos, lançado em 2006, cujos versos ``falam sobre um casal que pouco se entende e ela fica pedindo para que haja mais tolerância``. Ele também aponta Que se danem os nós``, lançada em 2001, no disco Ana Rita Joana Iracema e Carolina, cujo título faz menção a várias mulheres cantadas por Chico Buarque.
Colecionadora dos discos e vídeos de Ana Carolina, Ellen Souza aponta como sua 2 bicudos, do disco Estampado, de 2003. ``Essa música fala sobre tudo que pode acontecer num relacionamento entre dois bicudos``, explica. Inclusive, esse também é o disco preferido da fã. ``Com os dois últimos CDs, ela ficou mais popular. Mas, foi no Estampado que ela atingiu o ápice da carreira``.
Com seu jeito forte e sua voz marcante, Ana acabou, também, por influenciar uma geração de novas artistas. Entre elas, estão a carioca Isabella Taviani e a novata paulista Maria Gadu. Mas, apesar de sempre serem comparadas a Ana, o fã Bruno Nogueira faz suas considerações. ``Concordo que a Ana Carolina já está fazendo escola. Quando uma pessoa faz uma exposição maior, outras acreditam que existe uma fórmula que dá certo. Acho que a Ana Carolina pode ter aberto essa porta, mas o talento é um diferencial``.
ANA CAROLINA - Show amanhã (24), no Siará Hall (Av. Washington Soares, 3199 & bairro Edson Queiroz). Ingressos: Pista: R$30; Front Stage: R$50 (2º lote); Camarote 1º Piso: R$120; Camarote 2º Piso: R$100. Outras informações: 3278.8400.
Fonte: Marcos Sampaio-O POVO Online

Rodrigo Faro gosta da música: Entreolhares - Ana Carolina



Fonte: Revista SENDAS Nº 59 | Abril 2010












Ana Carolina : Ana Carolina em Ribeirão Preto-SP







Dia:8/5/2010- A partir das 22 horas.
Local: Centro de Eventos Taiwan- Ribeirão Preto-SP
Ingressos:
Pista : R$50,00-1ºlote
Mesa Setor Gold-1ºlote:R$520,00
Mesa Setor 2-1ºlote: R$480,00
Mesa Setor 3-1ºlote: R$440,00
Camarote Open Bar-1º lote:R$90,00
Área VIP-1ºlote:R$ 50,00
Pista- 1Kg de Alimento-R$30,00
Pista Meia-entrada-R$:25,00
Compras pela internet: Site portal do Ingresso:http://www.portaldoingresso.com.br/2.0/ANA_CAROLINA-RIBEIRAO_PRETO_SP-480.html

Ana Carolina fará show de comemoração dos 10 anos em Sorocaba






O show será para promover o CD "N9ve".
divulgação
Foto
A cantora promete tocar todos os sucessos, além das inéditas
A cantora Ana Carolina fará um show em comemoração aos seus dez anos de carreira no dia 30 de abril, no salão de festas Monteiro Lobato, em Sorocaba.

Dona de uma voz potente e marcante, Ana Carolina tem razões de sobra para comemorar seus dez anos de carreira. Com garra, talento e dedicação, escreveu com força e de forma definitiva o seu nome na história da Música Popular Brasileira. O sucesso tem sido uma marca constante em seu trabalho, desde o lançamento de seu álbum de estreia ‘Ana Carolina’, em 1999.

Desde então, tornou uma das maiores vendedoras de discos do Brasil e campeã de execuções nas rádios, interpretando suas próprias canções, ou na voz de intrépretes.

Novo CD
Para celebrar esta década, Ana lançou o CD “N9ve”, em julho, e agora estreia o show homônimo.

A produção do espetáculo ganhou todo o cuidado exigido pela data festiva. No palco, gruas, carrinhos, trilhos e rebatedores ajudam a criar uma atmosfera cinematográfica, com direito a uma série de efeitos cênicos.

Entre os sucessos do show serão tocadas canções de diversos momentos da carreira: dos iniciais “A Canção Tocou na Hora Errada” e “Nada pra Mim” ao repertório completo do recém-lançado “N9ve”, que inclui a parceria entre a cantora e seu parceiro mais constante Antônio Villeroy e o americano John Legend em “Entreolhares”.

“Além das apresentar as inéditas, tive vontade de reler meu trabalho de uma forma diferente neste show e apresentar não somente as canções mais conhecidas, mas também canções que são especiais prá mim”, explica a cantora.

Sem preocupação cronológica, o roteiro não decepciona os fãs que esperam ouvir os sucessos, mas é cheio de surpresas.

Mais informações e reservas pelos telefones (15) 3411-8001 ou 3231-0836.



Ana Carolina: Ana Carolina faz show







A cantora e compositora Ana Carolina volta hoje ao palco do Credicard Hall para o terceiro show de celebração de uma década de estrada. Em clima cinematográfico, graças ao cenário superproduzido, a mineira estrela "N9ve", interpretando músicas que remetem à sua história criativa.
Para a ocasião, a cantora destaca composições que caíram nas graças do público, como "A Canção Tocou na Hora Errada" e "Nada pra Mim", que marcaram o início de seu sucesso.
Incrementam o repertório da noite a recente "Torpedo", assinada em parceria com Mombaça (e com letra de Gilberto Gil), as inéditas "Ruas de Outono" e "Milhares de Samba," e a parceria com John Legend, "Entreolhares".
Ana Carolina Hoje, às 20h. No Credicard Hall (av. das Nações Unidas, 17.955, Santo Amaro, tel. 0/ xx/11 2846-6000. De R$ 70 a R$ 180). 14 anos.
Fonte: Agora São Paulo






Com uma voz inconfundível, a cantora mineira Ana Carolina lotou o Credicard Hall na noite desta sexta-feira, dia 9, em São Paulo. Ainda com a turnê do disco "N9ve", que comemora seus dez anos de carreira, Ana mostrou seu lado roqueiro, dramático, bem humorado, sambista, e romântico.
Presença de palco é uma das características da bela cantora, que abriu o show com a música "Que se danem os nós". Em seguida, Ana cantou os sucessos "Hoje eu tô sozinha", "8 mulheres", "Entreolhares", "Bom dia", "É isso aí", "A canção tocou na hora errada", "Odeio", entre outros.
Um dos momentos mais emocionantes do show foi quando a mineira interpretou a canção "Encostar na Tua". Emocionados, os fãs foram ao delírio e, junto com ela, cantaram a música em um só coro.
O espetáculo, que durou cerca de uma hora e meia, chegou ao fim com os sucessos "Rosas" e "Elevador".  Nesse momento, os fãs homenagearam a Diva - como eles mesmos a chamavam - com uma linda chuva de pétalas de rosas.
Por fim, depois de se despedir, Ana Carolina voltou ao palco e incendiou o Credicard Hall, levando os fãs à loucura com o hit "Garganta", o mais marcante de sua carreira e o mais inesquecível da noite.
Fonte: eBand-Anna Thereza de Almeida/Foto:Marina Freitas






Ana Carolina Chegando no Aeroporto de São Paulo






Ana Carolina: Ana Carolina planeja novo DVD e fará turnê europeia








Alguns meses após o lançamento do disco "N9ve", a cantora Ana Carolina gravou um DVD com sete músicas do álbum, intitulado "Ana Car9lina + Um". E ainda assim, a artista mineira quer aproveitar o repertório do CD para registrar um outro DVD ao vivo. A ideia é gravar o novo trabalho em Belo Horizonte (MG), cidade onde iniciou sua carreira.
O novo DVD está sendo planejado e deve ser gravado durante um show que será realizado ainda neste semestre.
A cantora também já pensa na turnê internacional que realizará entre os meses de junho e julho. Ana Carolina deve apresentar seu novo show, baseado no repertório de "N9ve", em países da Europa como França, Itália, Espanha e Inglaterra.
Fonte:Kboing/Tatiana Pires
















Selo de Ana Carolina lança disco de artista italiana



O selo Armazén, da cantora Ana Carolina, vai lançar o primeiro álbum da intérprete italiana Chiara Civello no Brasil Esse será também o primeiro trabalho do selo da cantora brasileira. Com distribuição pela Sony Music, o disco deve chegar às lojas em agosto.
Ana Carolina fará duetos gravados em italiano com Chiara Civello, nas faixas "10 Minutos" e "8 Estórias". Ana Carolina está empolgada com o talento da colega: "Ela tem um trabalho incrível, merece ser a primeira pessoa a ser lançada pelo Armazém. É uma honra apresentá-la aqui no Brasil. Além de ser compositora incrível, é cantora impressionante", afirmou.
Essa não é a primeira vez que Ana Carolina e Chiara Civello trabalham juntas. A cantora italiana foi a convidada especial de Ana Carolina na canção "Resta", uma das faixas do álbum "N9ve", trabalho mais recente da artista. Chiara Civello ainda co-assinou, em parceria com Ana Carolina, as faixas "Traição", "10 Minutos" e "8 Estórias", todas também presentes no último disco da brasileira.
Da redação, por Tatiana Pires


Ana Carolina: Ana Carolina volta ao Credicard Hall











Ana Carolina, com garra, talento e dedicação, escreveu com força e de forma definitiva seu nome na história da Música Popular Brasileira. Para celebrar esta década tão proveitosa, Ana lançou o CD N9ve em julho e estreou o show homônimo em novembro de 2009 no Credicard Hall - sucesso total!
Agora, a cantora retorna à casa de shows paulistana entre os dias 9 e 11 de abril e os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do Credicard Hall, pela internet ( 
http://www.ticketsforfun.com.br/ ), pelo telefone 4003-5588 e nos demais pontos de vendas do país.
Serviço
Local: Credicard Hall
Endereço: Avenida das Nações Unidas, 17.955 - Santo Amaro - São Paulo
Informações: 
http://www.credicardhall.com.br/ ou (11) 4003-5588
Venda a grupos: (11) 2846-6166 / 6232
Temporada: 9, 10 e 11 de abril
Horário: sexta-feira e sábado, 22h; domingo, 20h
Duração espetáculo: aproximadamente 1h30
Fonte : AGBNews-Rosely Rodrigues

                                                  Ana Carolina : Trinta anos de Zizi














Zizi Possi mobilizou um grande time de mestres da canção, instrumentalização e composição para comemorar seus 30 anos de carreira, celebrados com 12 shows em 2008. Em tom intimista, a cantora gravou as apresentações no Tom Jazz, em São Paulo, e preparou dois DVDs, que batizou de Cantos & Contos (Biscoito Fino, R$ 47,90 em média).
Misto de revisita à carreira, audácia de cantar o que não faz parte do seu repertório e mergulhar no universo dos seus convidados, Zizi, nas 36 canções dos dois DVDs, executa do cancioneiro ao contemporâneo, passeando pelo samba e bossa, pelo Nordeste e Itália. De convidados, ninguém menos que Alceu Valença, Edu Lobo, Roberto Menescal, Alcione, João Bosco, Luiza Possi, Toninho Ferragutti, Eduardo Dussek, Ivan Lins e Ana Carolina.
Fugindo do óbvio, Zizi deixa de fora seus maiores sucessos, como Pedaço de Mim (Chico Buarque), Perigo (Nico Rezende e Paulinho Lima), Asa Morena (Zé Caradipia) e Papel Machê (João Bosco e Capinam). No DVD, o mais perto que chega das canções que a consagraram, é quando entoa Caminhos de Sol (Herman Torres e Salgado Maranhão) e Eu Velejava em Você (Eduardo Dussek e Luiz Carlos Góes). Em contraponto, brinca maravilhosamente bem com a voz em Vira a Moenda (Elza Soares Mendes), que executa somente com o auxílio de percussão. Outro momento em que explora o gogó é em Nega do Cabelo Duro (Rubens Soares e David Nasser).
"Estou perto de pessoas que compuseram o mosaico da minha carreira. A gente vai desconstruindo para estar mais próximo da canção, isso é que é Cantos & Contos", afirma Zizi, no DVD.
O projeto, ambicioso, previu as 12 apresentações, cada terça-feira com repertório e convidados diferentes. A direção cenográfica de José Possi Neto, irmão de Zizi, traz maestria também para a parte visual do show. No pequeno palco do Tom Jazz, Possi compôs um segundo mosaico, com colagens que evidenciam a intérprete teatral que é Zizi. Pequenos retratos em movimento, de mãos que acompanham a música, olhos que fecham ou lacrimejam de acordo com a canção, as filmagens têm um quê além do ao vivo, que vai passando do cantor para os instrumentos.
Cantos - Zizi é a rainha generosa do show. Dá espaço para que todos os convidados protagonizem seus momentos, e nem mesmo assim deixa de reinar. Com Alceu Valença, logo no início do primeiro DVD, cantando Sabiá (Luiz Gonzaga e Zé Dantas), deixa a cargo do pernambucano a introdução, para em seguida entrar vocalizando e acompanhá-lo na letra.
Em Upa Neguinho (Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri), com Edu Lobo, o mesmo. Ela executa apenas o difícil e compassado refrão. Com Alcione, na execução do clássico italiano Grande, Grande Grande, ela dá a deixa para a Marrom, e esta prova que sua praia é mesmo o samba. Compensando, Alcione brilha em Gostoso Veneno (Wilson Moreira e Ney Lopes).
Ao lado dos mais experientes, Zizi viaja pela canção da alta classe. Com Menescal, canta Dindi (Antonio Carlos Jobim e Aloysio de Oliveira) e O Barquinho (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli). Na seção Edu Lobo, executa, ao lado do cantor e compositor, além de Upa Neguinho, Pra Dizer Adeus. Leva ainda, a voz e o violão do mineiro João Bosco para o universo baiano de Dorival Caymmi, com Milagre.
No segundo DVD, um pouco mais jovial, explora, ao lado de Luiza Possi, Tudo a Ver, de Jorge Vercillo. Em homenagem à filha, canta Luiza (Tom Jobim) e junto dela, faz João e Maria (Chico Buarque e Sivuca). Quando chega Eduardo Dussek, põe o cantor e compositor para ‘desafinar'' em Desafinado (Jobim e Newton Mendonça) e logo diverte a todos com Cantando no Banheiro (Dussek), em que o compositor toma a apresentação ao piano.
De Ana Carolina, Zizi extrai a voz e o pandeiro em Bom Dia (Swami Jr. e Paulo Freire), para fechar o DVD. Antes, as duas cantam Ruas de Outono (Ana Carolina e Antonio Villeroy), Carvão (Ana Carolina) e Quem É Você (Lyle Mays e Luiz Avellar). Ao piano de Ivan Lins, protagoniza a interpretação da tragédia Alfonsina Y El Mar (Ariel Ramirez e Félix Luna). Ois dois cantam Bilhete (Ivan Lins e Vitor Martins).
Sozinha, protagoniza outros bons momentos do DVD, em Sentado à Beira do Caminho (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Palavras (Gonzaguinha) e Nada Pra Mim (John Ulhoa).
Contos - As histórias ficam para os extras. Os convidados contam casos, Zizi fala um pouco da aproximação que tem com cada um. Dois personagens, que não compuseram o projeto, são homenageados pela cantora: Chico Buarque e Maria Bethânia. Sobre o compositor, diz que deve a ele a sua carreira, quando Chico a convidou para cantar Pedaço de Mim, em 1978. Para Bethânia, Zizi faz uma grande declaração: "Ela não se rendeu às facilidades do consumo e do mercado. O compromisso dela é com a arte, a verdade e a profundidade. Ela promove uma catarse que deveria ser recomendada por médicos, faz bem pra alma. É uma verdade que faz falta para o mundo."
Se fossem 12 DVDs, de todos os shows, ainda seria pouco para tanta história e para o talento para a música.
Fonte: Diário do Grande ABC

























EM COMEMORAÇÃO AOS 10 ANOS DE CARREIRA DA CANTORA ANA CAROLINA A ALPHA FM LEVA VOCÊ PARA ASSISTIR O SHOW E IR AO CAMARIM DA CANTORA

Uma década já se passou, mas, parece que foi ontem que ouvimos pela primeira vez a voz forte e firme da cantora que arrebata multidões por todo canto que passa, Ana Carolina.
Para comemorar os 10 anos de uma carreira brilhante a cantora e compositora se apresentará no Credicard Hall nos dias 9,10 e 11 de abril cantando os sucessos do show ‘N9ve’, mesmo título do álbum lançado no ano passado.
No palco, Ana Carolina vai cantar e tocar sucessos que marcaram como "A Canção Tocou na Hora Errada", "Nada Pra Mim", “Nua’, “Quem de Nós Dois”, além das faixas do trabalho mais recente.
Para assistir o show, ganhar o cd autografado e ir ao camarim conhecer de pertinho Ana Carolina, basta fazer sua inscrição agora e torcer para ser um dos ganhadores desse super presente que só a Alpha Fm é capaz de oferecer aos seus ouvintes.
Faça sua inscrição no site da Alpha FM(abaixo) e boa sorte:
SERVIÇO:
Show: Ana Carolina
Quando: 9 e 10/04, a partir das 22h; 11/04, a partir das 20h
Onde: Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17.955, Santo Amaro)
Capacidade: 3800 lugares
Fonte:Alpha FM



































              Ana Carolina: Selo de Ana Carolina lança disco de artista italiana




O selo Armazém, da cantora Ana Carolina, vai lançar o primeiro álbum da intérprete italiana Chiara Civello no Brasil. Esse será também o primeiro trabalho do selo da cantora brasileira. Com distribuição pela Sony Music, o disco deve chegar às lojas em agosto.
Fonte: Site Jukebox


  Ana Carolina: Ana Carolina no Coliseu do Porto



Com mais de 5 milhões de discos vendidos e dona de um enorme sucesso popular, pode dizer-se que Ana Carolina conquistou já o seu lugar ao sol.
Em Portugal, seguramente que sim! A cantora prepara-se para actuar no Coliseu do Porto no próximo dia 2 de Julho, antecedendo a sua actuação no Festival Delta Tejo, no dia 3, e promete encantar com os seus temas já tão conhecidos do grande público.
A sua influência musical vem de infância e de uma família onde não faltavam instrumentistas. Cresceu a ouvir Chico Buarque, Gilberto Gil, João Bosco e Maria Bethânia e desde muito cedo decidiu que iria fazer da música uma profissão.
Resolve deixar a sua terra natal e “atira-se” ao Rio (de Janeiro). Foram precisos apenas 15 dias para Ana Carolina assinar o seu primeiro contrato com a BMG, que deu origem ao seu disco de estreia “Ana Carolina”, nomeado para o Grammy Latino desse ano.
Seguiram-se outros sucessos, “Ana Rita Joana Iracema e Carolina”, “Estampado” e “Perfil”, álbuns que vieram mais uma vez confirmar a originalidade do seu trabalho, que marcaram o seu lugar entre os grandes cantores da música popular brasileira e lhe deram reconhecimento além-fronteiras.
Mais tarde, com Seu Jorge, lança um CD e DVD intitulado "Ana & Jorge" onde o tema "É Isso Aí" superou todas as expectativas e mereceu um prémio no Multishow em 2006 na categoria de Melhor Cantora e Melhor CD. 2009 foi o ano em que completou 10 anos de carreira…
E para comemorar esta década, produz o DVD “Multishow Registro – Ana Car9lina + Um”, onde conta com a participação de algumas das suas referências de infância, como Maria Bethânia e Gilberto Gil. Será com toda a certeza, um concerto para nos emocionarmos.
Fonte: HARDMUSICA-Jornal de Cultura e lazer/Frederico Santos Silva-Portugal

                               Ana Carolina: Ana Carolina no Coliseu do Porto



A cantora brasileira Ana Carolina virá a Portugal no próximo dia 2 de Julho, para um concerto no Coliseu do Porto.
Esta actuação antecede a do festival Delta Tejo, no Alto da Ajuda, em Lisboa, no dia 3 do mesmo mês.
Com uma sonoridade influenciada por nomes como Buarque, Gilberto Gil, João Bosco e Maria Bethânia, Ana Carolina conta com onze anos de carreira e mais de cinco milhões e discos vendidos.
A organização do evento estará a cargo da promotora Música no Coração e os preços dos bilhetes variam entre os 22 euros e os 50 euros.
Fonte: Última Hora-Correio da Manhã/Portugal


                                        Ana Carolina: Noitada com Ana Carolina


               No início da madrugada de hoje, quinta,  quando muitos dos convidados de Ana Carolina já tinham partido, um violão entrou na roda. Inicialmente, nas mãos de Aleh Ferreira (à esquerda, aquele cantor e compositor que emplacou um sucesso na abertura de "A diarista"), que mostrou alguns de seus novos sambas pop, e depois passou o instrumento para Edu Krieger, que chegara tarde, vindo do aniversário de seu pai, o compositor clássico Edino Krieger. Imagino que também chegado às mãos dos outros dois na foto, Ana e Antonio Villeroy, mas, perto de duas da manhã, K e eu pedimos licença e nos dirigimos pra casa, pros braços de Morfeu.

Foi boa a noite. A chuva que caiu forte o dia inteiro, principalmente a partir do fim da tarde, diminuiu por volta de 22h e assim pudemos ter um clima ameno nesse março de tantas águas, fechando o verão carioca mais quente que tenho lembrança. Antes do pequeno sarau, muita conversa, sobre música e afins. Villeroy contou de seu novo disco, que sairá em breve pela Biscoito Fino, quase todo autoral, mas contendo também com uma "Felicidade" de seu conterrâneo Lupicínio Rodrigues. A italiana, mas radicada em Nova York, Chiara Chivello, está empolgada com seu terceiro álbum, gravado entre NY e Rio, que será mixado aqui e avança na sua parceria com Ana Carolina (se não me falha a memória, após tanto e bom vinho português, terá quatro canções das duas). Maurício Branco, que chegou com Paula Lavigne e Vera "Gata" Zimmerman, deu seu habitual show de humor, imitações, histórias hilariantes, mas, também em momento sério, contou do documentário que dirige sobre a era das discotecas no Rio, fim dos anos 1970, época do Dancin' Days inicial, na Gávea, de Tim Maia e seu hoje clássico "Disco Club" (com "A fim de voltar", "Sossego", "Acenda o farol"). O baterista Marcelo Costa, há anos na banda de Ana C, mas que já passou pelas de Lulu Santos, Caetano, entre outras, e conheço desde os tempos pré-históricos d'A Barca do Sol (grupo apadrinhado por Gismonti no ínicio dos 1970 e que também tinha entre seus integrantes Jaques Morelenbaum), revelou-se o hetero que mais frequenta salões de beleza, para conseguir o tom exato de seu cabelo descolorido e arrepiado.
Ana, "gentlewoman" que é, não veio questionar minhas ressalvas a seu último show (como escrevi na época aqui mesmo nesse blogquasedeliriosentimusical, detestei o cenário e a direção de Bia Lessa, com os músicos isolados num canto, uma cadeira móvel que, sem sentido algum, atravessava o palco, e demais equívocos extramusicais), e falou empolgada sobre a grande turnê que fará na Europa, a partir de abril. No início de sua carreira, Ana tinha feito shows por lá, mas, depois, o sucesso no Brasil foi tanto que não sobrou mais espaço na agenda. Muito mais falamos mas essas lembranças já ficaram longas. Então, para não ficar texto demais sem figurinhas, vou ilustrar com algo que, a princípio, não tem relação, da série "grafites noturnos" (a câmera desse modelo de celular, iTreco, não é das melhores, mas funciona bem em luz artificial) e uma de nosso amigo Barão, de costas (e que me lembra daquele cão da RCA Victor).
PS: a trilha sonora, enquanto batucava, foi entrando a esmo, ao sabor do iTreco, e incluiu "Vendaval" (com Ed Motta, dele  e Ronaldo Bastos), "Cabide" (de Ana Carolina, com ela e Luiz Melodia), 'Moving the river" (Prefab Sprout), "Save your love for me" (José James), "Mad about the boy" (o standard de Nöel Coward, na voz de Blossom Dearie), "This happy madness" (o título em inglês de "Estrada branca", de e com Tom Jobim) e, neste exato momento em pretendo botar no ar, "Munaye" (Mulatu Astaqé, disco "Mulatu of Ethiopia", que baixei alguns anos atrás).
Fonte: Antonio Carlos Miguel/Blog do Colunista-O Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2008 : ::.Fã-club A.C MINHA HISTORIA 10 ANOS DE CARREIRA - FÃ-CLUB Oficial A.C .::-